Pages

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Ele é o princípio

No princípio, criou Deus os céus e a terra.” (Gn.1.1)

De onde você veio e para onde você vai? Já parou para refletir na importância dessas perguntas? Para quem acha que viemos do acaso, a vida se resume na busca pela autossatisfação até que a morte acabe tudo. Mas, quem sabe que Deus nos criou com propósito, sabe, também, que a vida deve ser vivida com responsabilidade no presente, pois o futuro aguarda recompensa certa. Portanto, seu estilo de vida é definido por suas crenças.
Há muito tempo, alguns povos decidiram abandonar a autorevelação de Deus sobre a causa primária de todas as coisas e passaram a buscar em suas próprias teorias possíveis respostas para a origem do universo. Então, criaram seus próprios deuses, em sua grande maioria dentro de um sistema panteísta ou politeísta, como causa para a origem da vida. Até mesmo o Evolucionismo que se transveste de teoria científica, na verdade, não passa de uma crença panteísta moderna que tenta explicar a origem e desenvolvimento da vida a partir de uma molécula-deus.
Contudo, ao serem criados, Adão e Eva receberam o conhecimento de sua origem e transmitiram-no geração após geração, ensinando a seus filhos o conhecimento de Deus. Enquanto o homem guardou em seu coração sua origem e propósito, manteve em sua consciência a responsabilidade de glorificar o Criador. Mas, o homem esquece facilmente a Palavra do Senhor e cedo cria seus próprios deuses. Por isso, Deus chamou Moisés, a fim de que a autorevelação do Senhor fosse escrita para preservação a todas as gerações (Ex.24.15-18; Lv.27.34). Por isso, ainda hoje sabemos quem nos criou, por que nos criou e para que nos criou (Rm.11.36).
Essas três questões possuem implicações práticas para o dia a dia. O fato de que Deus nos criou nos exige compromisso com o Criador. Não podemos viver da forma como quisermos, pois o Senhor tem poder e direitos sobre toda criatura. Além disso, nossa completa dependência de Deus exige-nos constante busca do Senhor, pois dEle vem tudo que necessitamos. Por isso, também, devemos louvar ao Senhor reconhecendo que Ele é nosso Deus. O salmista convoca Israel à lembrança de suas origens, dizendo: “Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele quem nos fez, e dEle somos; somos o seu povo e rebanho do seu pastoreio” (Sl.100.3).
Mas, por que Deus nos criou? Será que o Senhor precisava de alguém para se relacionar? Claro que não! Deus basta a si mesmo! Ele simplesmente decidiu criar todas as coisas para sua glória, fazendo o homem a sua própria imagem e semelhança. Portanto, não somos indispensáveis para Deus, mas somos amados por Ele. Deus não precisa do ser humano, mas tem satisfação em ter comunhão com seu povo. Você foi criado porque Deus assim quis glorificar o NOME dEle. Desta forma, devemos viver a vida de tal forma que Deus seja satisfeito em nossa vida em conformidade com sua santa, perfeita e agradável vontade.
Além disso, não fomos criados sem propósito. Deus nos criou para glorificar Seu Santo NOME. A criação manifesta a glória de Deus em cada detalhe (Sl.19), apontando para a sabedoria e poder do Senhor que tudo fez com perfeição (Rm.1.20). Quando um profissional deixa de cumprir seu papel ele deixa de ser útil; quando um objeto deixa de cumprir seu propósito ele perde sua utilidade. Da mesma forma, quando o homem não vive para glorificar a Deus sua vida se torna inútil. O propósito de nossa vida não é ganhar dinheiro ou satisfazer nossas vontades ou adquirir coisas. O objetivo de nossa vida é exaltar a Deus com tudo que somos e temos, vivendo para glória do Senhor. Por isso, trabalhe para servir a Deus com suas mãos; abra a boca para anunciar a beleza da santidade do Senhor; use o que você tem para viabilizar a obra de Jesus, mostrando o amor de nosso Deus. Assim, faça de sua vida um instrumento para a glória de Deus.
Não esqueça sua origem! Quando você esquece quem o criou, esquece também o propósito de sua vida. Então, outros deuses tomam conta de seu coração e sua vida segue rumos estranhos à glória do Senhor. Por esquecer-se do Criador, o homem se autoconsiderou descendente de macaco; por esquecer-se do Criador, os homens vivem para si mesmos, trabalhando para satisfazer seus apetites, fazendo tudo para ganhar dinheiro além do necessário, a fim de gastá-lo com prazeres.

Deus é o princípio de tudo e isso significa que Ele é Senhor de tudo, também. Portanto, coloque sua vida nas mãos do Senhor, busque nEle todas as coisas e faça dEle sua razão e propósito de vida. Sua vida presente depende dEle que a deu e sua vida futura depende dEle que prometeu vida eterna a todo aquele que crê em Jesus, o Cordeiro de Deus que morreu e ressuscitou para pagar nossos pecados (2Co.5.15). Diante de tudo isso, ame a Deus de todo seu coração (Dt.6.4-5), afinal Ele é teu Deus e Senhor, teu Criador e Redentor, e tudo foi feito por Ele e para Ele. “A ele, pois, a glória eternamente. Amém.” (Rm.11.36).

Nenhum comentário:

Postar um comentário