Pages

terça-feira, 23 de abril de 2013

Vista a camisa!


Vivei, acima de tudo, por modo digno do evangelho de Cristo, para que, ou indo ver-vos ou estando ausente, ouça, no tocante a vós outros, que estais firmes em um só espírito, como uma só alma, lutando juntos pela fé evangélica” (Fp.1.27)

Desde que recebeu o poder do Espírito, nos dias de Pentecostes, a igreja passou a pregar o evangelho da graça a tempo e fora de tempo, vencendo os contratempos de seus dias para cumprir a missão dada pelo Senhor da igreja, Jesus Cristo. Nestes dias, Saulo, “circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei, fariseu”, em seu zelo ignorante passou a perseguir, cegamente, a igreja de Jesus (Fp.3.5-6. 1Tm1.13), aprisionando os cristãos e concordando com a morte destes (At.8.1; 9.2).
Mas, Cristo amava Saulo e o separou antes de seu nascimento para ser o apóstolo Paulo, pregador do evangelho da graça aos gentios (Gl.1.15,16). E, quando este ia pela estrada de Damasco, com o fim de prender os cristãos daquela cidade, o Senhor Jesus lhe apareceu e o chamou ao arrependimento e ministério apostólico. Aquele que lutava contra o evangelho de Jesus Cristo foi alistado pelo Senhor dos Exércitos para ser um grande soldado de Deus.
Paulo vestiu a camisa! Desde este momento, sua vida foi intensamente consagrada a Deus. Seu propósito era cumprir a missão dada por Cristo e Ele faria tudo “por causa do evangelho, com o fim de [se] tornar cooperador com ele” (1Co.9.23). E “esquecendo das coisas que para trás ficam e avançando para as que estavam diante dele, Paulo prosseguiu para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp.3.13-14). Como os valentes de Davi, Paulo lutou na força do Senhor, vencendo as batalhas pela fé, para a glória de Deus e, se preciso fosse, estava pronto para dar a vida pelo evangelho de Cristo. Afinal, como ele mesmo disse: “Em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contato que complete a carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus” (At.20.24).
Por quem, ou pelo que, você tem lutado? Por si mesmo? Pela própria sobrevivência: alimentos, roupas, bens? Por sonhos e projetos que não passam de castelos de areia que um dia serão cobertos pelas ondas da vida e da morte? A morte apagará seu nome junto ao das multidões perdidas, pois, como estas, você viveu para si mesmo, tornando-se apenas mais um. Vista a camisa! Pois, Cristo disse: “Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha” (Lc.11.23). Não há lugar neutro, ninguém se coloca em cima do muro. Aqueles que não são alistados no exército de Deus pertencem, naturalmente, ao mundo anti-Deus. Após ter vivido para si mesmo, ignorando o fato de que fomos criados para o louvor da glória do Senhor, você será contado entre os que lutaram contra o Deus da glória, com sua vida inerte, vazia e vã.
Todo cristão deve “vestir a camisa” da igreja. Ou seja, abraçar a causa do evangelho. “Vestir a camisa” é lutar o bom combate do Senhor se colocando à frente de batalha pele fé, na certeza de que o Senhor que o alistou é fiel e poderoso para cumprir suas promessas e garantir a vitória da igreja. Vestir a camisa é tomar a Espada do Espírito que é a Palavra de Deus e lutar pelo Senhor olhando para o alvo, dedicando seu melhor, certo de que “nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou” (2Tm.2.4).
Muitas são as batalhas da igreja contra a carne, o mundo e o diabo. E mesmo sendo vitoriosa, a igreja visível sofre perdas e enfrentas problemas internos. Chore as baixas no exército do Senhor; se entristeça diante do esfriamento de alguns soldados; se indigne ao ouvir da indiferença de membros do batalhão; e, clame ao Senhor dos exércitos para que dê força e fé, a fim de que o povo de Deus avance no campo de batalha e vença cada combate. Viva como parte deste povo, alistado para combater o mesmo combate e vencer cada batalha em o NOME do SENHOR. Como os grandes personagens da história do povo de Deus, lute pela fé com o propósito de glorificar o Senhor, pois somente “a ele seja a glória, na igreja e em Crsito Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre” (Ef.3.21).
Lembre-se que o Senhor não nos chamou em vão, mas espera receber os devidos frutos de nossas mãos, afinal disse Jesus: “não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça” (Jo.15.16).

Nenhum comentário:

Postar um comentário